terça-feira, 3 de maio de 2011

À beira de um ataque de nervos...

Acho que, pela primeira vez, estou mesmo nervosa e a querer adiar a minha consulta. Depois do raspanete que ouvi da última vez, tenho medo de não ter perdido o suficiente. Provavelmente a minha percentagem de gordura corporal manteve-se, porque este mês fiz gazeta ao ginásio. Não sei como vai ser, estou tão farta deste tempo prolongado de sacrifício e contabilização de tudo, mas tem de ser assim a minha vida toda, e são estas pesagens que me fazem ser mais rígida comigo.

Os turnos dão cabo de mim, horário fixo lixa-me o esquema todo.
Não tenho aço para ir ao ginásio, embora me vá (pelo menos isso) me arrastando para umas quantas aulas de dança.
Vejo o meu marido que desde Janeiro perdeu 18Kg, enquanto eu, em meses perdi um total de mais ou menos 10Kg. E o marido não vai ao ginásio, apenas balda-se à comida... A pessoa que mais gostava de comer, salta refeições, e eu brigo com ele, para ele ao menos ir petiscando pouco a pco.

É desmotivante, mas mantenho-me nas consultas, por mais raspanetes que ouça, eu não vou desistir... Porque desistir, era voltar atrás, aos 72Kg.

Lembro-me sempre que basta ficar abaixo dos 60Kg para alcançar o meu objectivo. Mais 2Kg, com esforço, eram 5 dias de rigor a comer e de ginásio, e eles 2Kg iam pelo ralo.

Ao menos fui perdendo peso devagarinho, aprendendo o que comer para mantê-lo, porque terá de ser assim o resto da minha vida.

Não melhor prazer do que ter o estômago cheio, ou comer coisas doces, ou fritas e gordurosas... Não pode ser sempre, deverão ser excepção.

Força para mim, amanhã enfrento a balança e a nutricionista! Seja o que Deus quiser... Acho que pelo menos os 2 Kg eu perdi!

1 comentário: