domingo, 19 de outubro de 2014

Afundo-me!

Quando pensava que tinha equilibrado a minha vida e as minhas expectativas e estava serena, as coisas acontecem, ganho peso, fico ansiosa, fico enervada e crio expectativas.
Estou de rastos hoje, com este pior dia de TPM, e em que faço tempestades violentas em copos de água quase vazios.
Porque é que sou assim e não consigo controlar? Porque é que estou desta maneira? Porque é que tenho um feitiozinho de merda? Porquê?

Estou com crises de choro, enrolada no meu robe, pijamas e mantas, mas sinto-me tão abatida. Quando começa a doer, está na altura de me afastar. Eu nunca quero afastar-me, mas eu nunca estou bem junto. Parece que nada me é suficiente. Ou então nunca me consigo fazer entender... E então, afundo-me em pequenas desilusões.

Antes não tivesses regressado! Antes tivesses desaparecido de vez... Antes tivesse ficado só e serena!

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Lembrei-me...

Que nunca mais aqui vim, e que nunca mais marquei consultas de Nutrição. Descontrolada em tudo na minha vida! Peso? Não faço ideia! A roupa ainda me serve, por enquanto isso basta-me!