terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Já que estamos no último vez de 2015... Vejamos 2016!

Júpiter lhe oferece a chance de ter sua autonomia. Para que você tenha sucesso pleno em relação a isso, durante todo este ano, não negligencie certos aspectos que lhe parecem ameaçadores. Faça escolhas de acordo com as regras. Não deixe nada ao acaso. Tenha senso de detalhe. Assuma o comando das operações e você será seguido. Amor Você tem problemas com o conceito de compromisso. Ele o atrai e também o assusta. Desse jeito, seus assuntos do coração vão acabar em um estado lastimável! Para evitar decepções, ouse expressar seus medos de se sentir preso por obrigações. Feito isto, você ficará aliviado ao saber que não estão tentando colocar uma corrente ao redor do seu pescoço, apenas um anel bonito no dedo anelar. Simples assim. 1º decanato (19 de fevereiro - 28 de fevereiro): Entre trabalho e vida privada, tente fazer parte das coisas Desde o outono de 2015, uma cobertura nublada tende a prejudicar um pouco suas perspectivas e a derrubar sua moral. Você sente que estão escondendo alguma coisa de você, que estão tentando te eliminar ou colocar a culpa em você no trabalho. Seu trabalho fica insuportável porque ele não corresponde com aquilo que você espera... E o amor nisso tudo? Ele dependerá de seu humor. Em casal, se 2015 fez com que seu relacionamento durasse ou o libertou de um antigo para um novo, se você teve a impressão de que tudo era possível e de que seu relacionamento evoluiu na direção certa, você terá que rever suas previsões otimistas. Desde o outono de 2015, uma situação difícil no trabalho o priva um pouco de sua espontaneidade e de seu desejo de viver ardentemente. No entanto, você deve sair, felizmente, ileso desse problema a partir do outono, quando você fará de tudo para devorar a vida junto com seu parceiro! Se solteiro, até 9 de setembro, Júpiter favorece os encontros e os compromissos. Mesmo que você tenha mergulhado de cabeça, você deverá lidar com uma melancolia ambiente que fará com que você duvide de tudo. Você é testado no plano profissional e será tentado a desistir diante de uma adversidade nem sempre fácil de identificar e de superar. É sua vez de bater as nadadeiras para defender sua posição ou de relaxar, caso pense que o ar e a água são mais puros em outro lugar. A partir do outono, as tempestades se acalmam e você não estará mais em destaque. Você aproveitará para reacender a chama e retomar o curso de sua vida amorosa, que foi deixada de lado nos últimos tempos. Você fará conquistas das quais terá grande necessidade para satisfazer sua sede de sensações fortes e seu apetite por gratificações sensuais neste final de ano que promete o melhor! Vida social Uma bela oportunidade será apresentada para que você tome as rédeas de sua situação. Pode ser que você hesite. Se os elementos não lhe convierem, Plutão o ajuda a orientar suas propostas na direção certa para que elas atendam suas expectativas. Ouse expressar seus pontos de vista, seus desejos e até suas exigências. 1º decanato (19 de fevereiro - 28 de fevereiro): Mantenha sua moral e espere setembro para voltar a brilhar Desde o outono passado você se sente um pouco desestabilizado e até ameaçado por uma situação econômica instável e uma política que favorece mais os cortes orçamentais do que as promoções. Você tem a impressão de não estar em acordo com seu trabalho e de que você não consegue mais se expressar de forma criativa naquilo que faz. Talvez seja hora de pensar em uma reciclagem ou em uma partida. Se você tiver certeza de estar no caminho certo, apoie-se no corrimão, pois você não verá o final do túnel antes de setembro, que anuncia uma recuperação e recompensará seus esforços e sua capacidade de atravessar os questionamentos sem tropeçar e superar os desafios sem ficar nervoso. Para aqueles que estiverem procurando trabalho, vocês devem enfrentar uma conjuntura melancólica que não levará as empresas a contratarem. Aproveite este período relativamente morto para se reciclar e refletir sobre o que realmente o motiva além da necessidade de se sustentar. É a partir de setembro que você conseguirá encontrar o trabalho tão esperado, aquele que o agradará e o deixará tranquilo no plano financeiro. Um ano de relativo questionamento sobre seus talentos, mas de resistir a pressões. Você terá dificuldade para encarar os cortes orçamentais e os freios externos que bloquearão seus ímpetos. Evite se desvalorizar e tente compreender como você poderia inverter a situação para o seu lado! As soluções positivas aparecerão a partir de setembro e, sejam quais forem suas decisões (ou aquelas tomadas por sua hierarquia), você passará para uma coisa melhor! Forma Para se sentir bem, você deve expressar seus sentimentos naturais por meio de um esporte ou uma atividade artística. Graças a essa transferência, você manterá seu equilíbrio interior. Sem ele, o estresse toma conta. Então, pratique um esporte, faça pintura, cerâmica, patchwork ou o que você quiser, mas faça alguma coisa! 1º decanato (19 de fevereiro - 28 de fevereiro): Não se deixe invadir pelo mau humor Desde o outono de 2015, você evolui sob uma cobertura de nuvens que esfria a atmosfera geral (econômica, política e ideológica). Este céu pesado provavelmente o expõe a um sentimento de desencorajamento que pode minar um pouco seus recursos físicos. Para evitar alimentar seus pensamentos negativos, vá para longe dos barulhos do mundo e das críticas, faça pausas frequentes. Elas permitirão que você se recarregue e se distancie dos acontecimentos sobre os quais você tem pouco controle e que você recupere suas forças para enfrentar o que deve ser enfrentado enquanto espera a chegada do outono, quando os negócios são retomados e as tensões diminuem. 2016 embaralha as cartas e parece querer confrontá-lo a freios, bloqueios e decepções que você terá dificuldade para aceitar. Para sair dessa em plena posse de seus meios, só dê uma importância relativa às críticas, releve os desafios que se apresentam e espere, sem provocar ondas (até o final de setembro), uma recuperação bem merecida. Você não se privará de se divertir e com razão. Janeiro Você defende suas cores com determinação e não se deixa influenciar por ninguém. Evite forçar as coisas e prefira elevar os debates ao invés de impor opiniões. Fevereiro Um mês para desacelerar e se afastar de maneira a avaliar o caminho percorrido e evitar reproduzir esquemas e erros do passado. Apenas o 3º decanato seguirá em frente sem ter que se preocupar muito com suas referências, pois ele terá o apoio dos elementos. Março Um mês complexo, no qual o melhor e o pior podem se enfrentar! Alianças promissoras e um futuro que se abre na direção certa no dia 16. Portas que se fecham provisoriamente dia 23 e alguns podem sentir vontade de desistir. Não faça isso! Abril Você terá interesse em aumentar sua renda ou desenvolver seus potenciais. Aproveite a relativa neutralidade do céu de abril para ajustar seus negócios e tirar alguns argumentos fortes da manga, que podem abrir caminhos para suas finanças. Evite abusar de seus direitos se não quiser provocar problemas de autoridade. Maio Um mês no qual as trocas são bem sucedidas e as discussões são animadas e construtivas. Você avança na direção certa, mas, no final do mês, será freado por conflitos com a hierarquia ou com seus sócios, que cortarão um pouco de sua confiança. Não é hora de desistir, pois as portas se abrirão e não fecharão logo na sequência! Junho Um mês carregado por uma configuração cósmica que não incita o sorriso e a alegria. Decepções a suportar ou atrasos a prever em seus projetos. Tire o melhor da situação e acredite que você acabará alcançando seus objetivos ou resolvendo os problemas atuais. Julho Seus sentimentos, sua vida amorosa, seus apegos, mas também seu potencial, seus dons e seus talentos o satisfarão em julho. Isso lhe dará fôlego e energia depois de uma primeira parte do ano que deixou a desejas. Aproveite plenamente e contente-se em viver o momento presente. Agosto Um mês sensível para os dois primeiros decanatos, que devem prestar atenção naquilo que dizem para não se colocar em uma situação difícil diante de seus sócios ou parceiros, que não estão inclinados a distribuir presentes. Setembro : O último mês nublado. A quadratura Saturno-Netuno, que minava seus sonhos e suas esperanças, manteve os dois primeiros decanatos sob pressão, volta a falar sobre ela mesma por volta do dia 10. É hora de saber ou de decidir partir em grande estilo ou continuar em sua zona de conforto. Não precipite nada antes do final do mês, quando suas ideias estarão mais claras, sua moral estará em alta e sua visão sobre o futuro será mais positiva. Outubro : Um mês de névoa e uma claridade que se afirmará até o final do ano. Você será tentado a acelerar o movimento. Por que não, se você tiver em mente que nem todo mundo pode (ou quer) seguir seu ritmo. Novembro : O ritmo se acelera, os projetos também e você, enfim, retoma as rédeas de seu destino. Já estava na hora. Aproveite o final do ano para fazer ultrapassagens e colocar as vantagens ao seu lado para concluir um capítulo e avançar sem ser contrariado. Dezembro : Aproveite este final de ano, que promete o melhor, para se recuperar de um ano difícil e frustrante. Faça ultrapassagens no amor e não hesite em desfrutar plenamente do momento presente, pois você merece.

Sem comentários:

Enviar um comentário